Oficinas

Para participar das oficinas os interessados deverão se inscrever abaixo. A seleção será feita através da análise de currículo e carta de interesse. As oficinas são gratuitas. 20 vagas cada.


oficina_traquitanas

Luteria de Traquitanas – Poéticas de engenhocas e bugigangas sonoras, com Cadós Sanchez e Marcelo Muniz

A oficina tem por objetivo a produção de objetos sonoros visando fomentar poéticas em música experimental e arte sonora, utilizando princípios de acústica, além de elementos de mecânica e eletrônica básica. Os objetos serão confeccionados a partir da reutilização de materiais trazidos  pelos participantes (como latas, sucatas eletrônicas, brinquedos, aparelhos eletroeletrônicos, aparelhos mecânicos, instrumentos musicais) além da utilização de materiais de baixo custo como captadores de contato, motores, microfones de eletreto e auto-falantes. As propostas e objetos desenvolvidos durante a oficina partirão de propostas individuais e/ou coletivas, de acordo com o interesse  dos participantes.

Material: Objetos trazidos pelos participantes como latas, sucata eletrônica, eletrodomésticos fora de uso, objetos cotidianos, instrumentos musicais, brinquedos ou qualquer outro objeto que se entenda interessante.

Público Alvo: Interessados em geral, curiosos, artistas visuais, artistas do corpo, músicos e interessados em som, máquinas, eletrônica, engenhocas e bugigangas. Não é necessário conhecimento prévio dos conteúdos abordados.

 

Marcelo Muniz é bugiganguista graduado em física, cursa, atualmente, doutorado em Neurociências e comportamento na Universidade de São Paulo, desenvolvendo pesquisa na área de cognição musical. Possui trabalhos diversos como violonista e em luteria tradicional, e, atualmente, desenvolve trabalhos em arte sonora e música experimental, envolvendo performance e instalações, além de concepção e produção de instrumentos musicais à partir de baixa tecnologia.

Cadós Sanchez é trapaceiro nato em São Paulo, pós-graduado em História da arte e cultura contemporânea pela UNESP. É inventor de histórias, jogos, instalações, brincadeiras, objetos e instrumentos que procuram explorar a partir do sonoro, todas as outras linguagens com que se cruzam. Tem sido convidado a apresentar trabalhos e tem apresentado trabalhos onde não tem sido convidado como em teatros; centros culturais; festivais; bares; casas noturnas; casas de amigos; casas abandonadas; na rua; em terrenos baldios e espaços públicos em geral.

 

Luteria de Traquitanas – Poéticas de engenhocas e bugigangas sonoras, com Cadós Sanchez e Marcelo Muniz
Datas: de 22 a 25 de Junho
Horário: das 14h às 17h
Local: estúdiofitacrepeSP

Inscrições encerradas


oficina_sonora

Arte sonora, com Luca Forcucci

A oficina aborda a arte sonora no contexto de som nas artes através de casos históricos de composição, performances e instalações sonoras, assim como, a prática de obras de arte pessoais desenvolvidas em todo o mundo. Um grupo de sessões de escuta será administrado no contexto totalmente urbano, a fim de se concentrar no som como um material para instalações sonoras, performances e/ou nas composições. Diversas estratégias de escuta de som serão desenvolvidas na oficina, a fim de aperfeiçoar um vocabulário sonoro. Também uma estratégia de implementação da instalação sonora será explorada e desenvolvida com uma abordagem de site-specific.

Material: Gravador (pode ser um celular), fones de ouvido, laptop/tablet com programa de edição favorito, rádio antigo e toca discos (pode ser um quebrado também).

Público Alvo: Interessados em geral, curiosos, artistas visuais, artistas do corpo, músicos e interessados em som, máquinas, eletrônica, engenhocas e bugigangas. Não é necessário conhecimento prévio dos conteúdos abordados.

 

Luca Forcucci, que tem cidadania suíça e italiana, é um compositor, artista e escritor com doutorado na Universidade De Montfort (Leicester), na Inglaterra. Seu trabalho observa as propriedades perceptivas e as relações do som e o espaço através de instalações sonoras, visuais, composições e performances. A fim de explorar o campo das possibilidades para o som em um contexto musical e artístico como experiência, seus trabalhos convergem com a dança, performance digital, poesia, arquitetura e neurociência, sempre interessado pela percepção e consciência.

Ele desenvolveu sua pesquisa na Groupe de Recherches Musicales (GRM), em Paris (França), e na Brain Mind Institute, na Suíça. Seus trabalhos já foram apresentados, de forma constante, no mundo todo, assim como: Bienal SP, Bienal de Veneza, Miller Gallery (Carnegie Mellon University Pittsburgh, nos EUA), Fundação Djerassi (São Francisco, nos EUA), Akademie der Künste, em Berlim (Alemanha), MAXXI: Museu de Arte do Século XXI, em Roma (Itália). Tem obras em coleções como a Swiss National Library e Swatch and Djerassi Foundation e já recebeu prêmios da Swiss Federal Office for Culture, Cité Internationale des Arts, em Paris (França) e foi nomeado em artes pela World Technology Summit, em Nova York (nos EUA).

 

Arte Sonora, com Luca Forcucci
Datas: de 22 a 25 de Junho
Horário: das 19h às 22h
Local: estúdiofitacrepeSP

Inscrições encerradas